UM BLOG COLABORATIVO


Só por termos criado um blog dedicado a isso, dá pra imaginar nossa paixão por viajar. Não queremos deixar passar um feriado em branco. Isso não quer dizer que sejamos herdeiros, milionários nem desocupados. E, quando depois de mais uma viagem, vem a já a previsível pergunta:  “Viajando de novo? De onde tira tantas férias e dinheiro”. A resposta é simples: planejamento e um pouco de sorte.
Para dar um exemplo, vamos falar da rapidinha em Curação, que já está contada aqui no blog. Essa foi também uma das viagens que mais gerou interesse e curiosidade dos amigos e conhecidos. Eles sempre queriam saber: mas só quatro dias no Caribe? Não é muito caro? Não é pouco tempo? Vale a pena? Pois bem, vamos lá. Mas, desde já, é preciso deixar claro que isso aqui são apenas as nossas impressões e como fazemos para aproveitar ao máximo todo o tempo livre que temos. Não se trata de um manual e também não é infalível, ok?

Paciência e sorte para a busca da passagem perfeita

Para aproveitar os feriados, a gente sempre precisa de um pouco de sorte. E muita paciência. Nessas ocasiões é até possível planejar com antecedência e sair caçando a oferta perfeita, como foi o caso da visita a Los Roques (que contaremos num próximo post). Mas, para ficar dentro de um orçamento pré-estabelecido e tirar o melhor proveito, a grande sacada é escolher com base nas promoções de passagens. E é aí que entra a paciência. É preciso pesquisar muito e esperar o momento certo para comprar, aquele em que você encontra a oferta perfeita, para um lugar que você quer ir e que não te fará gastar além do limite.

Na Páscoa do ano passado, por exemplo, quase conseguimos passagem para a Tailândia por R$ 600, mas, por falta de sermos rápidos o suficiente, verificamos qual destino de praia (que é o que queríamos) poderia ficar no orçamento máximo planejado de R$ 2.500 com tudo incluído. E assim fomos parar em Puerto Vallarta, no México. Mas, voltemos a Curaçao.
Um dia, em uma de nossas pesquisas aleatórias por preços e promoções de passagens, eis que aparece um voo para Curação pela Copa Airlines no valor de R$ 1.800,00. É Barato? É uma questão relativa, se considerarmos que feriados são datas em que a passagem costuma ser mais cara e que esse valor para o Caribe não é tão acima do preço normal. Portanto, pesando os fatores, podemos dizer que vale a pena, ainda mais quando notamos que os horários eram compatíveis com minha disponibilidade.

Preços e atividades locais: o peso das decisão

Mas é só isso? Vejo a promoção e compro a passagem? Não, antes de fechar, há outro passo importante. Checar os custos e as atividades locais. De nada adianta comprar uma passagem baratérrima se for para um destino onde o preço dos hotéis vai me fazer estourar o cartão, como pode ser o caso de NY, por exemplo, se a ideia for ficar em Manhatan. Então, primeiro vejo se o período da viagem é propício, se  há hospedagem em conta (podem ser hotéis, hosteis, pousadas…), se os passeios e comércio estão abertos… afinal, ninguém quer ir para o Caribe em plena rota dos furacões ou fazer compras em Miami em feriados em que o comércio fecha.

Rapidez é essencial

Às vezes, já combinamos a saída para o feriado com amigos, mesmo sem saber o destino, e já pré-definimos valores e datas viáveis. Nesse caso, todos estão de sobreaviso e fica mais fácil fechar tudo rapidamente, Mas, em casos como esse de Curaçao, em que a viagem começou a ser planejada a partir de uma busca aleatória de passagens, só depois de confirmada a viabilidade é que convido amigos a se juntarem a mim (afinal, não quero animar ninguém e acabar desistindo).

Só que tudo isso tem de ser feito em um dia para não perder o valor promocional da passagem, e essa é a parte mais difícil. Pois, além de todos terem que decidir na hora, precisam confirmar se as agendas também são compatíveis.

Conclusão: tudo se trata de uma janela de oportunidade a ser aproveitada.
Outra dica importante é que para esses feriados de poucos dias não adianta escolher destinos que demandam muitas horas de voo, ou acabamos passando mais tempo entre aeroporto e avião do que aproveitando o passeio. Então, opto por pesquisar voos para América Latina e Caribe. Já fomos assim para São Martinho, San Andres, Colômbia, Chile, Argentina, Venezuela, México e, numa saída de rota, até Miami. Isso sem falar em diversas cidades do Brasil.

Avaliação de usuários: a chave para escolher onde ficar

Ao optar por Curaçao, na breve pesquisa que fiz aprendi que a ilha tem sol praticamente o ano inteiro e que está fora da rota de furacões. Pesquisando os hotéis, verifiquei que não era alta temporada e os preços estavam convidativos. Como iríamos em quatro pessoas, isso barateou bastante o valor da diária do quarto e nos permitiu colocar bons hotéis na lista de possibilidades.
Analisando o custo e benefício, bem como as avaliações de hóspedes nos sites Booking.com e TripAdvisor (duas bíblias que todo viajante profissional deve conhecer e será tema de outro artigo), ficamos entre o Hilton, que tinha como vantagem a praia natural e privativa, e o Renaissance, que acabou sendo o escolhido por sua ótima localização, próxima ao centro da cidade, e pela sua piscina em forma de praia artificial, que acabou sendo o programa preferido ao final da tarde. O valor total das diárias para os quatro dias foi equivalente a R$ 2.000,00 (R$ 500 para cada).

Custo total

Ao fim, quatro dias no Caribe custaram R$ 3.000 por pessoa, já incluso passagem e hospedagem, o que não é qualquer merreca, não entendam mal. É muito dinheiro. Mas, considerando a qualidade do hotel e o destino, podemos pensar que foi um bom investimento e com certeza valeu a pena.

4 Responses to Para viajar sem estourar o cartão

  • Hello ,

    I saw your tweets and thought I will check your website. Have to say it looks very good!
    I’m also interested in this topic and have recently started my journey as young entrepreneur.

    I’m also looking for the ways on how to promote my website. I have tried AdSense and Facebok Ads, however it is getting very expensive. Was thinking about starting using analytics. Do you recommend it?
    Can you recommend something what works best for you?

    I also want to improve SEO of my website. Would appreciate, if you can have a quick look at my website and give me an advice what I should improve: http://janzac.com/
    (Recently I have added a new page about FutureNet and the way how users can make money on this social networking portal.)

    I wanted to subscribe to your newsletter, but I couldn’t find it. Do you have it?

    Hope to hear from you soon.

    P.S.
    Maybe I will add link to your website on my website and you will add link to my website on your website? It will improve SEO of our websites, right? What do you think?

    Regards
    Jan Zac

  • Sempre imaginei que o Caribe fosse um destino inacessível. Muito interessante! Estou vendo com o maridão de viajar para San Andres. Sabe dizer se vale a pena?

    • Ficamos felizes e esperamos que realize esse desejo logo. San Andrés costuma ser um dos destinos mais acessíveis, sendo possível encontrar passagem por cerca de R$ 1.200. E, em geral, os hoteis também são bem em conta. Se ainda quiser visitar outros destinos colombianos, as companhias nacionais oferecem boas promoções. A passagem para Cartagena, por exemplo, pode ser comprada por menos de US$ 100 (ida e volta). Há uma relação das empresas na sessão de companhias aéreas do nosso blog. E mande-nos um e-mail se quiser mais dicas ou ajuda nesse planejamento. Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *