UM BLOG COLABORATIVO


Um feriadinho prolongado pode ser uma boa desculpa para dar um pulo rápido em Miami, não? Ainda mais com as tantas promoções de passagem que vivem aparecendo por aqui.
Vamos dar então algumas dicas de Miami que podem ser interessantes pra uma viagem rapidinha:

1 – Compras
Sim, todo mundo que vai a Miami pensa em compras. Não há como resistir. Muita gente, aliás, só vai a Miami pelas compras. Então, vamos lá..
O melhor lugar pra comprar é mesmo o Sawgrass Hills, em Fort Lauderdale. Fica a uns 40 minutos de carro de Miami Beach. E é gigantesco. Sem exagero. É o melhor lugar simplesmente porque é um outlet e porque tem praticamente todas as lojas que você pode querer. Além das grandes marcas, ainda tem Target, Best Buy (mobile), Forever 21 e TJ Max. E várias redes de restaurantes, como Rockets e Cheesecake Factory. Resumindo, em um só lugar você vai a todas (ou quase todas) as lojas que gostaria de visitar. Talvez falte na lista um Walmart, Ross, talvez? Mas não é muito que fica de fora. Mas não vai pensando que é fácil.

O lugar é simplesmente gigantesco, e a maior probabilidade é passar o dia inteirinho lá sem percorrer mais do que um ou dois setores. De um total de 7. Portanto, se a ideia é passar apenas um dia lá, o primeiro passo é se organizar: pegue o mapa do shopping e a lista de lojas, faça um X naquelas a que você simplesmente não pode deixar de ir e faça um roteiro. Uma vez lá, tente não se distrair demais pelas lojas que não são seu alvo. Só assim pra dar tempo de tudo.

Por fim, comece pela Target. A razão é lógica: enquanto o shopping abre às 11h, a Target começa a funcionar às 10h. Começando por lá na hora de abertura, você pode gastar 1 hora na megastore tranquilamente, sem culpa, já que as outras lojas ainda estarão fechadas. Depois, se faltar alguma coisa, volte pra lá no fim do dia. Enquanto o shopping fecha às 20h, a Target fica aberta até as 21h30. É a melhor forma de ganhar tempo.

2 – Disney
Por ser tão pertinho de Orlando (dá umas 3 horas de viagem de carro), às vezes é difícil resistir a dar um pulo na Disney. Quando a viagem é longa, ou dura pelo menos umas semana, dá pra pensar em passar 2 ou 3 dias por lá, visitar alguns parques com calma e simplesmente aproveitar. Mas e se o destino do passeio for mesmo Miami e o tempo for curto, como aconteceu comigo? Quer dizer que ir ao Mundo Mágico está fora de cogitação?


Não necessariamente. Tudo depende da sua disposição.


Primeiro, é claro que vai ser preciso escolher. Se o tempo disponível é apenas um dia, então é preciso escolher um único parque para visitar. Não tem jeito. No meu caso, o desejo era ir à Universal, no parque Islands of Adventures, porque eu precisava conhecer a área destinada a Hogwarts. Simples assim. Então, eu fui. Vamos às opções.

Automóvel. Você pode simplesmente pegar o carro e passar um dia na Disney. Mas lembre-se que, com ida e volta, serão seis horas dirigindo na estrada. E provavelmente você estará exausto na volta.

Avião. Sim, dá pra ir e voltar no mesmo dia a preços acessíveis. A companhia Spirit costuma ter as melhores tarifas. Quando eu estava lá, ida e volta sairiam por US$ 60. E os horários são ótimos também: ida às 7h e volta às 20h30 ou às 21h40. Só não fui de avião porque fiquei com preguiça dos trajetos de ida e volta do aeroporto.
Minha escolha foi a número 3:

Ônibus. Claro, como no caso do avião, é possível simplesmente comprar as passagens de ida e volta e fazer o passeio por conta própria. Mas algumas empresas fazem o passeio de ida e volta no mesmo dia, como um day tour, com o ingresso já incluído no preço. Eu pesquisei, e o valor da passagem rodoviária não compensa, em relação ao pacote dessas empresas. E o melhor é que o ônibus passa por diversos hotéis da cidade para pegar os passageiros, na região do aeroporto, downtown e Miami Beach. Eu mesma peguei o ônibus em frente ao local em que estava hospedada. Foi trabalho nenhum.

O ponto negativo é que, como tem milhares de paradas pra pegar passageiros, a viagem se alonga para 5 horas, e, dependendo do local em que estiver hospedado, poderá ter de acordar às 5h da manhã para pegar o ônibus.

Achei mais fácil porque, além de me pegar em frente ao local em que estava, o ônibus ainda me deixaria no parque. E na volta me deixaria de volta “em casa”. Como eu acordaria cedo, era só aproveitar a viagem para dar mais uma chance a Orfeu 🙂

Fui pela empresa Miami Beach 411. No total, ficou US$ 168. Só o ingresso custaria US$ 92. Você pode pensar que US$ 72 pelo ônibus é caro. Só as passagens numa empresa de linha poderia sair por menos de US$ 50. Mas pense que, tanto neste caso quanto se a escolha for o avião, ainda há o valor de 4 corridas de táxi (duas em Miami e duas em Orlando), já que as outras opções não vão te buscar perto de onde estiver nem te deixarão na porta to parque.
Enjoy Miami e até mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *